PAIS

Balões

Sete dicas para os pais ajudarem na alfabetização das crianças

Veja como você pode ajudar na alfabetização dos seus filhos.

Por Fernanda Freitas Barbosa

Com as novas tecnologias e seus grandes atrativos, a educação tem muito a ganhar. Sabemos que o momento da alfabetização é o reflexo de uma longa caminhada e maturação da criança. Atualmente, nossos pequenos apresentam interesse por letras e números reconhecendo-os naturalmente em seu cotidiano. Desenhos, jogos e atividades sociais estão cada vez mais recheadas de desafios e nós devemos estar preparados para auxiliar e promover o prazer do aprendizado nas nossas crianças.

Pesquisas do mundo todo mostram que a criança que lê e tem contato com a literatura desde cedo, principalmente se for com o acompanhamento dos pais, é beneficiada em diversos sentidos: ela aprende melhor, pronuncia melhor as palavras e se comunica melhor de forma geral.

É interessante adotar alguns procedimentos para que as crianças não só identifiquem as letras e palavras, mas também tenham consciência da importância da leitura para suas vidas:

  1. Manuseie junto ao seu filho calendários, listas telefônicas, receitas, rótulos, embalagens, remédios para que assim a criança possa entender a importância da escrita e da leitura mostrando que podemos solucionar problemas e resolver questões cotidianas a partir da leitura do mundo.
  2. Deixar o ambiente do lar mais alfabetizador, deixando bilhetes espalhados pela casa, utilizando na geladeira imãs com letras, e, ao iniciar um novo jogo convidar seu filho pra ler as regras juntos, entre outras experiências cotidianas.
  3. Estimular a leitura gestáltica – a leitura começa pela leitura da palavra como uma imagem, como um todo, pelas cores, tipo de letra, etc. As crianças fazem este tipo de leitura quando reconhecem o Mc Donald’s, a Coca Cola, etc. Estimular a leitura gestáltica favorece o contato com a língua escrita. Isto pode ser feito no supermercado, em casa, na rua, nos outdoors, etc, como uma brincadeira lendo para ela os nomes e pedindo que ela “leia” também. Muitas vezes esta “leitura” se dará pelo uso do produto ou por uma “adivinhação”.
  4. Preparar receitas com a ajuda do nosso pequeno leitor.
  5. Produzir convites de aniversário junto a criança.
  6. Deixar que os pequenos ajudem na lista de compras.
  7. Ler histórias, revistas e jornais juntos.

Cabe esclarecer que o conceito de ambiente alfabetizador foi apresentado e pesquisado por Emília Ferreiro e Ana Teberosky, no livro A Psicogênese da Língua Escrita. Com as pesquisas que se seguiram, entendeu-se que um ambiente alfabetizador não somente é aquele que contém material escrito, mas aquele em que diversos gêneros textuais estão presentes e sendo usados dentro de uma função comunicativa, ou seja, o uso tem de ser efetivo, não apenas espalhar bilhetes, mas utilizar nossos materiais cotidianos e rotineiros, para apresentar e promover a importância da literatura.
Aos pais, bom trabalho, paciência e respeito ao tempo das crianças!

Você também poderá gostar de
Comentários